Coroa de Flores Vila Alpina: um pouco da história e curiosidades deste local peculiar

coroa-de-flores-vila-alpina

O Cemitério São Pedro foi fundado em 1972 na Avenida Francisco Falconi, 837, distrito de Vila Prudente, na cidade de São Paulo.

Com estimativa de que 100.000 pessoas estejam sepultadas nos seus jazigos, o Cemitério de São Pedro é considerado o terceiro maior da cidade, sendo superado somente pelos Cemitérios da Vila Formosa e de Vila Nova Cachoeirinha

Administrado pela prefeitura de São Paulo, o Cemitério São Pedro é conhecido popularmente como o Cemitério e Crematório da Vila Alpina, pois está localizado no alto da Vila Alpina, próximo à Avenida Professor Luís Inácio de Anhaia Melo. A maioria dos paulistanos e também por todo o Brasil conhecem este local mais pelo seu “apelido” do que pelos nomes oficiais, visto que na verdade, até o nome correto é Crematório Municipal Doutor Jayme Augusto Lopes.

O terreno do Cemitério e Crematório é de aproximadamente 140 mil m². Destes, 134 mil é de área verde para recepcionar os cidadãos paulistas.

Coroa de Flores Vila Alpina para o 1º Crematório do Brasil e América Latina

Imagem Crematório Vila Alpina

O Crematório Municipal Doutor Jayme Augusto Lopes, ou simplesmente Crematório da Vila Alpina como é mais conhecido, foi inaugurado em 1974. Foi o primeiro a ser construído e entrar em funcionamento no Brasil e também em toda América Latina. É considerado um dos maiores crematórios do mundo.

Possui uma estrutura completa com:

  • Estacionamento amplo e gratuito para quem deseja visitar o local com aproximadamente 100 vagas;
  • Portal do Crematório Vila Alpina;
  • Sala para Cerimônias;
  • Câmara Fria (para armazenamento de no mínimo 24 horas dos corpos);
  • Dois Fornos Crematórios; e,
  • Câmara para armazenar as cinzas (até os familiares buscarem).

Curiosidades e personalidades homenageadas com Coroa de Flores Vila Alpina

Imagem Incêndio Edifício Joelma

O Cemitério da Vila Alpina ficou famoso quando 13 corpos não identificados do incêndio do Edifício Joelma que ocorreu no dia 1 de fevereiro de 1974, uma das maiores tragédias do Brasil que vitimou 191 pessoas, foram sepultados em seus jazigos. As 13 pessoas acabaram morrendo ao tentaram escapar pelo elevador depois que um curto-circuito causou o incêndio no edifício.

Dentre as mais de 100.000 pessoas sepultadas ou cremadas neste local, várias personalidades são homenageadas até hoje com Coroa de Flores Vila Alpina, como por exemplo o humorista Manuel de Nóbrega; Célia Biar, atriz; Carlos Zara, ator; Miriam Muniz, atriz; Raul Cortez, ator; Herval Rossano, ator e diretor de televisão; Paulo Autran, ator; Alberto Guzik, ator, crítico teatral; John Herbert, ator. Elpídio Reali Júnior, jornalista; Serginho Leite, humorista; Clayton Silva, humorista; Ênio Gonçalves, ator e dramaturgo; Donizete Galvão, poeta e jornalista; Canarinho, humorista; Antônio Abujamra, ator, diretor de teatro; Ada Chaseliov, atriz; Osmiro Campos, ator, dublador e diretor de dublagem;Etty Fraser, atriz; Ivani Ribeiro, telenovelista, dentre tantos outros.

Acesse Coroa de Flores Brasil. E conheça todas as opções de Coroa de Flores Vila Alpina e também para os demais cemitérios e crematórios em todo o Brasil.

Nosso Blog

VER TODAS